Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Novembro 30, 2013

Tecnologia promete mostrar vídeos nas rodas de motos

A empresa tailandesa World Moto criou uma tecnologia que permite mostrar imagens e vídeos nas rodas de motocicletas. Chamado de "Wheelies", o dispositivo utiliza a parte externa das rodas para projetar figuras.
Sua estreia ocorreu na feira "Sign Asia Expo", em Bangkok, na Tailândia, em meados de novembro. Utilizando sistema com LEDs, a tecnologia também pode ser utilizada em rodas de automóveis, informa a empresa. O objetivo é poder trocar informações, como fotos, com usuários de outros veículos, além de utilizar o espaço para anúncios. Segundo a World Moto, os anunciantes podem atingir até 400 mil pessoas por dia, mostrando imagens nas rodas.

Piercing na língua é capaz de controlar cadeira de rodas

Cientistas nos Estados Unidos descobriram uma forma de fazer com que pessoas possam controlar cadeiras de rodas e computadores usando um piercing na língua. A descoberta pode ajudar a dar mais independência a pessoas com paralisia. O movimento de um pequeno ímã dentro de um piercing é detectado por sensores e convertido em impulsos eletrônicos, que podem controlar uma série de aparelhos. A equipe de cientistas disse que está explorando a "destreza incrível" da língua. A pesquisa foi publicada na revista científica "Science Translational Medicine".A equipe da Georgia Institute of Technology percebeu que, devido à grande flexibilidade da língua, um piercing no órgão pode servir para propósitos bem mais ambiciosos do que o meramente decorativo. Uma grande parte do cérebro é usada para controlar a língua, que tem mecanismos bastante sofisticados usados na fala. Essas partes ficam intactas mesmo em casos de lesão na espinha dorsal, que provocam a paralisia. …

Polo tecnológico do Recife lança aceleradora de startups

O Porto Digital, polo tecnológico do Recife (PE), vai lançar sua própria aceleradora de startups no início do ano que vem. A chamada ‘Jump Brasil’ vai contar com investimento de R$ 35 milhões, parcelados em cinco anos, para comprar participação acionária nas startups selecionadas e desenvolver sua infraestrutura.
Na próxima segunda-feira será feito o anúncio oficial da Jump Brasil, que terá seu primeiro edital lançado em janeiro. A primeira turma de startups aceleradas está prevista para começar até abril. A diferença da Jump Brasil para outras aceleradoras é não ter caráter totalmente privado, já que o Porto Digital é uma instituição sem fins lucrativos. Poderão participar do processo seletivo startups de qualquer região do País.