Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Outubro 26, 2013

30% dos compradores do Galaxy Gear devolveram seus smartwatches

No dia do lançamento do Galaxy Gear juntamente com o Galaxy Note 3, um executivo da Samsung explicou que o relógio inteligente da companhia era apenas o primeiro de sua geração e que não entregava nenhuma funcionalidade realmente nova aos usuários. Parece que não foi apenas ele que achou isso do aparelho. Um documento vazado dos escritórios da coreana indica que o smartwatch foi devolvido por mais de 30% dos compradores nas lojas do Best Buy nos EUA, o maior vendedor do dispositivo da Samsung. Apesar de destacar essa taxa de devoluções impressionante, o documento relata que não se sabe os principais motivos para que a devolução esteja acontecendo. De qualquer forma, é possível imaginar que o alto preço, US$ 300 por lá, combinado à baixa quantidade de aparelhos compatíveis com o produto, muita gente tenha ficado frustrada e devolvido do Gear.

Microsoft participa do Teleton 2013 com doação de licenças de software

Neste final de semana o SBT, em parceria com Fox Life e a Sony Spin, promove a décima edição do Teleton, evento que tem como objetivo arrecadar fundos para a Associação de Assistência à Criança Deficiente (AACD). Entre as empresas parceiras dessa edição, uma delas é a Microsoft. A companhia informou que doará à entidade mais de 1.600 licenças de software para uso nas unidades espalhadas pelo país. A entrega dos certificados foi feita na madrugada de sexta para sábado, durante a transmissão do programa na TV, por Kátia Gianone, diretora de cidadania e comunicação corporativa da Microsoft Brasil.
“Para a Microsoft, é uma grande alegria apoiar o Teleton e saber que nossas tecnologias podem contribuir para o dia a dia das pessoas atendidas pela AACD.

Google pode estar construindo data center flutuante em alto mar

Depois de a Google colocar um minitrem em um de seus escritórios na Austrália, não conseguimos mais duvidar de nada esquisito que se fale sobre a empresa. Em pouco tempo, quem sabe, eles possam ter um data center em alto mar. Que absurdo! Para que uma coisa dessas? Absurdo que nada, a empresa parece estar realmente gastando uma boa grana em um empreendimento do tipo. Segundo apurou o Cnet, a gigante das buscas está de fato montando esse monstruoso navio/edifício de escritórios para abrigar um data center flutuante.
A reportagem da publicação não conseguiu uma confirmação oficial de ninguém, mas algumas pistas deixam bem claro do que se trata do edifício marítimo da empresa. Primeiro, a Google fez um pedido de patente em 2009 para um “data center aquático”, sendo um sistema que incluiria uma plataforma flutuante, uma diversidade de computadores para compor o data center em si, um gerador elétrico marinho para alimentar os computadores e um sistema de resfriamento a água.

GVT manterá foco GVT manterá foco em TV e banda larga em 2014

A reestruturação do grupo francês Vivendi, dono da GVT, não vai resultar na venda da operadora. A informação foi confirmada nesta semana por Amos Genish, presidente da operadora de telefonia brasileira, que acaba de voltar de Paris, na França, onde participou de um encontro com controladores da GVT.
“A venda da GVT está 100% descartada”, destacou em entrevista à Agência Estado. O presidente do grupo Vivendi, Jean-René Fourtou revelou estar muito feliz por não ter encontrado um comprador para a GVT, pois considera que o Brasil tem um “inacreditável potencial de crescimento”. Com dívidas, a Vivendi tem se desfeito de alguns dos seus ativos, como é o caso da Maroc Telecom e da Activision Blizzard. Para 2014, a empresa de telefonia pretende manter forte atuação em duas frentes: TV e banda larga. A ideia é distribuir conteúdo digital de outras empresas do grupo, como Universal Music e Grupo Canal, e de parceiras independentes.

Chrome tem mais usuários que IE, Firefox e Opera juntos

Uma pesquisa publicada pela Shareaholic apontou o que muita gente já imaginava: o Google Chrome é o navegador mais usado para acessar a internet ao redor do mundo. O que realmente surpreende nos resultados de monitoramento realizados pela empresa é o declínio de quase todos os concorrentes do app da Google. O Internet Explorer, por exemplo, saiu da sua marca de 20,5% de market share em janeiro deste ano para apenas 15,62% em setembro, sendo a queda mais acentuada registrada.
Além disso, é interessante observar que, pela primeira vez, o Chrome ficou tão a frente dos concorrentes que, em setembro, sua participação de mercado era maior que a detectada para o Mozilla Firefox, Internet Explorer e Opera juntos, com 16,6%, 15,6% e 1,1% respectivamente. Esses três navegadores historicamente têm sido os mais relevantes para a briga por uma fatia do mercado.

Confira o desempenho de cada um até o mês passado. (Fonte da imagem: Reprodução/Shareaholic)
Outra surpresa bastante grande é a…

Ações do Facebook podem chegar a US$ 65, dizem analistas

Dois grupos de analistas afirmaram nesta semana que as ações do Facebook irão chegar a US$ 65 por papel – um número impensável alguns meses atrás.
No mês passado, quando a rede social ultrapassou a barreira dos US$ 50, o mercado ficou surpreso. Agora, no entanto, analistas acreditam que a companhia tem chances de se consolidar no mercado de publicidade.
O Facebook anunciou que irá incluir anúncios no Instagram, o que poderá adicionar US$ 340 milhões na receita da companhia de 2014.